Dermatologia Clínica

A dermatologia clínica é responsável pelo diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças cutâneas. A pele é o maior órgão do corpo humano, que pode ser acometida por um grande número de patologias. Diversas doenças orgânicas têm como primeiro sinal significativas alterações cutâneas.

Patologias

Acne
Alopécias
Hiperidrose
Câncer de Pele
Celulite
Ceratoses
Cistos Epidérmicos
Dermatites
Desidrose
Eczema
Erisipela
Estrias
Foliculite
Furúnculo
Hanseníase
Herpes
Melanose
Melasma
Micose
Molusco Contagioso
Psoríase
Unhas Encravadas
Sardas
Verruga
Vitiligo

Prevenção do câncer de pele

 

A exposição solar sem proteção acelera o envelhecimento cutâneo, pode provocar o aparecimento de câncer de pele e a formação da catarata.

Por isso a prevenção deve começar nos primeiros anos de vida, por meio do uso de filtros solares e proteção física com bonés, viseiras, chapéus, óculos de sol com proteção ante UV e barracas de praia. Sabe-se que os cuidados nos 18 primeiros anos de vida são responsáveis pela diminuição em até 85% do risco do desenvolvimento do câncer de pele na idade adulta. As crianças ou adolescentes com pele, cabelos ou olhos claros, os que possuem casos de câncer de pele na família, história de 3 ou mais queimaduras com bolhas antes dos 20 anos de idade, atividades expostas ao sol por três anos ou mais durante a adolescência possuem fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

 

Assim, as crianças devem aprender e criar hábitos diários com relação à proteção solar, evitando danos futuros à pele. É necessário a compreensão de que a valorização de uma pele bronzeada como status e símbolo de beleza na verdade pode ser um fator que apesar de momentaneamente trazer beleza, no futuro a exposição solar desprotegida causará danos irreversíveis à pele.

O tipo mais grave de câncer de pele é o melanoma, o qual pode ser letal. A sua incidência tem crescido e é importante que o mesmo seja detectado precocemente para que possa ser tratado com chances de cura. Geralmente o melanoma inicia-se com um sinal escuro, plano, assimétrico, de cor irregular e bordas mal definidas com um diâmetro de um lápis. O tratamento é cirúrgico com a retirada da lesão.

Quando a cirurgia é realizada enquanto o tumor está superficial a cura provavelmente será completa. Porém se o diagnóstico ocorrer em fases mais avançadas do melanoma pode haver o risco da metáfase com a disseminação de células à distância, tornado difícil a cura da doença. E ainda as lesões podem destruir os tecidos onde se desenvolvem, deixando cicatrizes e resultados desfigurantes.

Portanto o melhor caminho é a prudência em relação à exposição solar, iniciando desde cedo os cuidados e proteções necessárias para evitar danos como o envelhecimento cutâneo e o risco do desenvolvimento de câncer de pele. Afinal o organismo humano tem a necessidade de apenas 5 a 10 minutos diários de exposição solar para armazenar a vitamina D necessária ao corpo. Desta maneira, o excesso de exposição ao sol é desnecessário e prejudicial à pele.

As crianças e doenças de pele

 
Impetigo
 

"Bolinhas" com pus na pele ou feridas que não cicatrizam. Em alguns casos, a enfermidade pode desencadear uma doença que afeta os rins, portanto deve ser tratada logo no início.

 

Molusco contagioso
 

Se o seu filho frequenta piscina pode aparecer uns caroços bem pequenos com uma depressão no centro. A doença também deve ser tratada logo no início, pois se alastra com facilidade tornando o tratamento mais difícil.

 

Piolhos

 

Coceira na nuca, local predileto deles. Os piolhos e as lêndeas - pontos brancos aderidos aos fios, que são os ovos dos parasitas.

 
Larva migrans
 

Também conhecido como "bicho geográfico", é comum quando seu filho brinca em caixas de areia ou na praia e aparece uma mancha avermelhada, com coceira e um caminho sinuoso semelhante ao de uma serpente.

 

Pitiríase alba

 

Deficiência de vitamina A e pele seca, nem toda mancha branca que aparece após a praia, é "micose de praia".

 

Ressecamento da pele

 

Se o seu filho toma mais de um banho por dia, evite a água muito quente e ensaboá-lo demais, o que diminui a barreira protetora da pele. Dê preferência a sabonetes suaves.

 
Dermatite atópica

 

Doença comum em crianças e "da família" da asma e rinite alérgica, que provoca coceira na dobra dos braços e atrás dos joelhos, acompanhadas de aspereza e vermelhidão.

 

Unha encravada

 

Evite cortar as unhas dos pés das crianças muito curtas.

 
Escabiose

 

Coceira pelo corpo, que piora à noite, atingindo principalmente abdômen, genitais, umbigo, espaços entre os dedos das mãos, axilas e punhos.

 

Miliária (brotoeja)

 

Bebês muito aquecidos por excesso de roupas podem desenvolver bolinhas avermelhadas principalmente no tronco e na região do pescoço.

 

Hemangiomas

 

São manchas avermelhadas, algumas elevadas. Na maioria das vezes, não necessitam de tratamento, pois regridem sozinhas.

Rua: Rodrigues da Cunha, 92 Bairro: Martins - Uberlândia - MG Fone: (34) 3236-8151 - derma@marianehanna.com.br